Por que é tão importante se atentar aos brinquedos que você compra para o seu filho

Quando o assunto é relacionado à crianças todo cuidado é pouco. Portanto, na hora de escolher quais tipos de brinquedos dar para os seus filhos é preciso averiguar criteriosamente a sua procedência, bem como, que peças e substâncias o acompanham, evitando traumas irreversíveis.

Justamente por isso, comprar brinquedos piratas, é uma prática totalmente contraindicada, pois não respeitam nenhuma norma de fabricação e não tem garantias de que não há riscos à segurança e saúde dos pequenos. Desta forma, o que parece ser uma solução econômica, pode causar ainda mais prejuízos a curto e longo prazo.

Como verificar a qualidade desses brinquedos

Antes de tudo, procure comprar os brinquedos em lojas qualificadas e de confiança, fugindo de vendedores ambulantes ou lojas que vendem produtos de segunda categoria em geral. No ato da compra, verifique se o objeto tem em sua embalagem o selo do Inmetro, um código com a letra “N” do lado.

A certificação de brinquedos é feita de forma bastante criteriosa aqui no Brasil, pois há um grande volume de vendas de produtos falsificados, sendo que, alguns podem ser extremamente semelhantes aos originais. Por isso, deve-se sempre verificar se o produto tem o selo, garantindo que ele siga as normas aplicadas a esses produtos.

Principais riscos para a criança

Os riscos de deixar seus filhos brincarem com produtos falsificados vão desde pequenos machucados, até lesões internas e externas irreversíveis.

Por exemplo, alguns brinquedos que tocam música ou emitem algum tipo de som, podem emitir ruídos demasiadamente altos e de até 120 decibéis, que não estão de acordo com o regulamento sonoro permitido por lei, de no máximo 85 decibéis. Isso pode prejudicar a audição do pequeno de forma permanente.

No caso de alguns brinquedos finalizados com tinta de baixa qualidade, podem ser tóxicos e perigosos, principalmente se forem cores metálicas e brilhantes. Eles causam irritações nos olhos, alergias, infecções e até problemas mais graves.

Existem também produtos que são confeccionados a base de chumbo, uma substância tóxica e proibida no Brasil desde 2008. De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), o uso de brinquedos que contenham essa substância podem causar alterações no sistema nervoso central e retardamento.

Por fim, brinquedos pontiagudos podem causar lesões e perfurações em todas as partes do corpo. Além disso, alguns deles podem ter descrito em sua embalagem uma determinada faixa etária, sendo que vem acompanhados de peças bem pequenas, no qual as crianças menores podem engolir, por exemplo.

A saúde e a segurança das crianças deve ser colocada em primeiro lugar sempre, pois o seu organismo é muito mais delicado e sensível que o dos adultos, correndo riscos maiores de se machucarem ou ficarem doentes.

Write a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *