Panelas metálicas: quais os riscos para a sua saúde?

Panelas Metálicas

Em diversos estudos, pesquisadores vêm divulgando que os metais contidos em panelas metálicas podem contaminar alimentos e gerar riscos para a saúde. Segundo levantamentos feitos, intoxicação, anemia e distúrbios gástricos são alguns dos problemas levantados. Devido à presença de metais pesados nos revestimentos, como é o caso do níquel, por exemplo, o uso continuado a longo prazo pode expor o usuário à substancias cancerígenas representando riscos á saúde.

Os estudos também apontam que o alumínio, outro metal bastante utilizado na composição das panelas podem representar riscos.  Com a utilização consistente, o alumínio se desprende na forma de sais hidrossolúveis e um cloreto. A exposição excessiva a ele induz  a estados de demência e quantidades excessivas desse metal vem sendo encontradas em pessoas que sofrem de mal de Alzheimer.

Alimentos contaminados

Fatores que podem influenciar na contaminação dos alimentos com alumínio são o teor de água no alimento, sua acidez e o tempo de cocção. Todos esses fatores podem gerar maior exposição e consequente contaminação do alimento. Assim sopas, alimentos muito ácidos ou que envolvam longos períodos de cozimento devem ser evitados para esses tipos de panelas.

Panelas de cobre e de ferro também podem representar riscos, como problemas gastrointestinais e hematocrose, que é o depósito de ferro em órgãos e tecidos, prejudicando suas funções.

Cuidados para evitar contaminação

Cuidados com a higienização também são fundamentais para afastar estes riscos. Na hora de lavar, é importante evitar a limpeza agressiva com esponjas de aço, vinagre ou limão, que podem estimular o desgaste e o contato dessas substâncias com os alimentos. E, obviamente, evitar o excesso do uso de panelas que contenham metais perigosos.

Em matéria de segurança, as panelas que representam menor risco à saúde são as de titânio. Segundo especialistas, não há qualquer tipo de contaminação decorrente da presença desse material.

Norma para regularização das panelas metálicas

A questão da segurança e da qualidade de panelas já é objeto de preocupação do INMETRO, que desde 2012 lançou uma norma para obrigar que esses produtos estejam sujeitos à certificação.

Segundo a Portaria 419, de 09 de agosto de 2012 do INMETRO, fabricantes e importadores devem buscar a adequação e a certificação de seus produtos até nove de agosto deste ano. O processo de certificação envolve a adequação à normas nacionais e internacionais de saúde e segurança, avaliando todos os riscos representados pelos produtos. A obtenção de um certificado pelo INMETRO pressupõe a realização de diversos testes e auditorias, além da análise de documentos, para que seja aprovada sua comercialização no mercado. A certificação deve influir positivamente na qualidade e na segurança das panelas.

Vai importar panelas metálicas? Uma consultoria pode agilizar o processo de certificação. Fale com um de nossos especialistas e saiba mais sobre o nosso trabalho!  

Entre em
CONTATO

Tem alguma dúvida?
Entre em Contato

+55 11 3554.8912
Gostaria de agendar e receber uma chamada em outro horário?

Você já é a 5 pessoa a solicitar uma ligação.

Deixe sua mensagem! Entraremos em contato o mais rápido possível.

Você já é a 3 pessoa a deixar uma mensagem.

NÓS TE LIGAMOS! Informe seu telefone que entraremos em contato o mais rápido possível.

Você já é a 5 pessoa a solicitar uma ligação.

Olá! Gostaria de receber uma ligação gratuita?

Manda um Whatsapp!

WHATSAPP